Animação da Atividade Física e Desportiva na Escola

Unidade Curricular: Animação da Atividade Física e Desportiva na Escola
Ano:

1

Semestre:

2º Semestre

Área Disciplinar:

-

ECTS:

3.0

Regente:

António José Mendes Rodrigues

Objectivos:

(a) Identificar e caracterizar os conceitos de Animação em contexto educativo;
(b) Relacionar a evolução do conceito de animação e as suas variantes e as dinâmicas de desenvolvimento da educação escolar e não escolar;
(c) Identificar a pertinência dos diversos processos e funções da animação nas comunidades educativas;
(d) Relacionar animação/intervenção na promoção da participação dos diferentes agentes da comunidade;
(e) Compreender a animação das atividades físicas e desportivas nas comunidades escolares como um dispositivo de reconstrução dos espaços quotidianos da vida pessoal e social dos atores escolares;
(f) Conhecer e utilizar as diferentes ferramentas metodológicas de construção de projetos de animação de atividades físicas e desportivas, para a sua conceção, desenvolvimento e avaliação em comunidades escolares.

Conteúdos Programáticos em Syllabus:

A UC possui três blocos temáticos:
1.    Animação, animação socioeducativa, animação desportiva, animação das atividades físicas e desportivas: do conceito às práticas.
(a) Contexto histórico e génese do conceito.
(b) Fontes da animação: emergência do lazer; pedagogia do ócio; tempos livres; educação não-formal.
(c) Diferentes paradigmas de animação educativa: ocupação do tempo livre; cidadania e autonomia global; projetos de ligação escola-comunidade.
(d) A especificidade da animação das atividades físicas e desportivas – funções, modelos e objetivos.
2.    Contextos e atores dos processos de animação nas escolas.
(a) Comunidades educativas: atores, espaços, lugares e tempos da animação.
(b) Perfil e dinâmicas dos animadores/educadores de atividades físicas e desportivas.
(c) Diferentes papéis: animador de atividades; dinamizador de projetos; promotor de programas de desenvolvimento da comunidade escolar.
3.    Metodologias da animação nas escolas: o trabalho de projeto.
(a) Diagnóstico (formas e meios).
(b) Planeamento (princípios e métodos).
(c) Execução (atividades, organização).
(d) Avaliação (processos e produtos).

Avaliação:

Avaliação Contínua: Resolução e apresentação das 3 questões colocadas na 1.ª parte da UC (documento escrito final – 20% e apresentações – 20%); Projeto de intervenção numa comunidade educativa (40%) e apresentação oral às duas turmas (10%); Reflexão final individual acerca de um dos projetos dos restantes grupos (10%).
Avaliação Final: prova escrita e prova oral. A prova oral é obrigatória, sendo admitidos à prova oral os estudantes que obtiverem uma classificação igual ou superior a 9,5 valores.

Bibliografia:

A.A.V.V. 2006. MAPA – Manual de Planeamento e Avaliação de Projectos. Oeiras: Principia.
Barbier, J. 1996. Elaboração de Projectos de Planificação e Acção. Porto: Porto Editora.
Berk, L. 1992. “The Extracurriculum”. In Jackson, P. (ed.). 1992. Handbook of Research on Curriculum (pp.1002 – 1043). New York: Macmillan.
Besnard, P. 1978. “Problématique de l’ animation socioculturelle”. In. Debesse, M. & Mialaret, M. (dir.) 1978. Traité des Sciences Pédagogiques: fonction et formation des enseignants (vol. VIII). Paris: P.U.F.
Besnard, P. 1980. L’Animation Socioculturelle. Paris: P.U.F.
Canário, R. 2000. A Escola no mundo rural. Contributos para a construção de um objecto de estudo. Educação, Sociedade e Culturas. 14. pp: 121-139.
Charlot, B. (Coord.). 1994. L’École et le territoire: nouveaux espaces, nouveaux enjeux. Paris: Armand Colin.
Darling, N.; Caldwell, L.; Smith, R. 2005. “Participation in School-Based Extracurricular Activities and Adolescent Adjustment”, Journal of Leisure Research 37 (1), pp. 51-76
Estevão, C. 2003. Gestão e avaliação de projectos nas escolas. Lisboa: IIE
Feldman, A.; Matjasko, J. 2005. “The Role of School-Based Extracurricular Activities in Adolescent Development: A Comprehensive Review and Future Directions”, Review of Educational Research 75 (2), pp. 159-210.
Ferreira, F. 2005. O Local em Educação. Animação, gestão e parceria. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Lima, A. 1994 A Educação Física de Recreação como Meio Pedagógico Estruturado de Comunicar a Animação Desportiva Escolar (Dissertação de Mestrado). Coimbra Fac. Psic. e Ciências da Educação.
Mahoney, J.; Larson, R; Eccles, J. (eds.) 2005. Organized Activities As Contexts of Development: Extracurricular Activities, After-School and Community Programs. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates.

Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming