Estratégias de Promoção de Estilos de Vida Saudáveis

Unidade Curricular: Estratégias de Promoção de Estilos de Vida Saudáveis
Ano:

1

Semestre:

2º Semestre

Área Disciplinar:

Pedagogia e Met. de Intervenção nas Act. Motoras , Parte Currcicular

ECTS:

5.0

Regente:

José Manuel Fragoso Alves Diniz

Objectivos:- Conhecer os principais processos de interação social, psicológica e biológica no âmbito da promoção do exercício físico.
- Desenvolver programas de promoção da atividade física considerando: os modelos explicativos da adoção de estilos de vida ativa, a caracterização da população alvo e do contexto.
- Avaliar programas de promoção da atividade física estabelecendo os critérios e indicadores mais relevantes.
Conteúdos Programáticos em Syllabus:As interações entre o envolvimento físico, o envolvimento social, o comportamento e a adaptação biológica no âmbito da promoção do exercício físico.A estabilidade longitudinal do exercício como pressuposto para a sua promoção.Modelos associados com a adoção de um estilo de vida ativa. Caracterização do modelo transteórico e fatores que influenciam a transição entre diferentes níveis. Identificação dos diferentes níveis do modelo transteórico no âmbito do exercício físico. Segmentação da população alvo. Caracterização de uma amostra Portuguesa e Europeia relativamente à mudança de níveis de atividade física.Os fatores determinantes de um estilo de vida ativa - os fatores pessoais e do envolvimento.Promoção de um estilo de vida ativo: reforço da motivação para evitar o sedentarismo; promoção de competências necessárias para estabelecer e manter um comportamento ativo; aumento da predisposição para assegurar um estilo de vida ativa; promoção e criação de estruturas sociais de apoio; criaç
Avaliação:Trabalho individual escrito que deverá corresponder a um projeto de Programa de Promoção da Atividade Física num contexto concreto de intervenção (escola, autarquia, centro de saúde, etc.).
O trabalho deve incluir: uma justificação suportada na literatura da especialidade e no conhecimento empírico sobre a população alvo; metodologia e atividades previstas; instrumentos previstos para caracterizar a população alvo; dispositivos de avaliação do processo e do produto.
O trabalho não poderá exceder as 20 páginas.
Bibliografia:Calfas, K., Long, B., Sallis, J., Wooten, M., Pratt, M., & Patrick, K. (1996). A controlled trial of physician counseling to promote the adoption of physical activity. Preventive Medicine, 25, 225-233.Currie, C., Hurrelmann, K., Settertobulte, W., Smith, R., & Todd, J. (Eds.). (2000). Health and Health behaviour among young people. HEPCA series: WHO, 1.Diniz, J. (1998) Aptidão física e saúde-Desafios para a educação física. In Neil Amstrong et al (eds).A Educação para a saúde. Lisboa:Omniserviços.Diniz, J., Onofre, M., Carvalho, L., Mira, J. & Carreiro da Costa, F. (2001). A Educação Física no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma dos Açores. Angra do Heroísmo: DREFD.
Dishman, R. (1994). Advances in Exercise Adherence. Human Kinetics Publishers.Hickman, M., Roberts, C., & Matos, M. G. (2000). Exercise and leisure time activities. In C. Currie, K. Hurrelmann, W. Settertobulte, R. Smith & J. Todd (Eds.). Health and Health behaviour among young people. HEPCA series: WHO, 1.
Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming