Treino e Avaliação das Qualidades Físicas

Unidade Curricular: Treino e Avaliação das Qualidades Físicas
Ano:

1

Semestre:

1º Semestre

Área Disciplinar:

Biologia da Actividade Física, Parte Currcicular

ECTS:

6.0

Regente:

Pedro Vítor Mil-Homens Ferreira Santos

Objectivos:

Treino e Avaliação das Qualidades Físicas é uma disciplina que se pode classificar como de síntese intermédia. Partindo dos conhecimentos básicos de natureza fisiológica que os estudantes adquiriram durante a licenciatura, procura-se que no final da disciplina os estudantes com aproveitamento:
a) Conheçam de forma aprofundada os fundamentos e as metodologias de desenvolvimento do desempenho físico;
b) Saibam conceber e aplicar procedimentos de avaliação e diagnóstico das qualidades físicas;
c) Saibam interpretar e retirar conclusões metodológicas dos seus resultados;
d) Conheçam especificidades associadas aos métodos de treino e à periodização do treino.

Conteúdos Programáticos em Syllabus:

Curso Teórico
1. O desenvolvimento do desempenho aeróbio e anaeróbio
1.1. A caracterização metabólica da situação de competição e a construção de programas de resistência
Modelos de análise e tipologia das modalidades desportivas
Apresentação e discussão de exemplos relacionados com as disciplinas desportivas mais relevantes
1.2. A preparação geral da resistência – a resistência de base em desportos cíclicos de resistência, em desportos de potência e velocidade e nos desportos acíclicos
A dominante aeróbia da resistência de base: controlo e prescrição
1.3. A resistência específica: meios e métodos de treino
Nas disciplinas de fundo e meio-fundo
Nas disciplinas de potência e velocidade
Nos desportos de combate
Nos jogos desportivos coletivos
1.4. Avaliação e prescrição do treino da resistência
Capacidade aeróbia
A utilização dos diferentes parâmetros caracterizadores dos limiares de transição metabólica para a prescrição individual do treino

Avaliação:

Exame Final
Prova escrita sobre toda a matéria lecionada nos cursos teórico e prático. Os alunos com nota igual ou superior a 9.5 terão acesso a uma prova oral obrigatória.
Avaliação Contínua
São dispensados de exame escrito final os alunos que, cumulativamente, cumpram os seguintes requisitos:
- obtenham nota igual ou superior a 9.5 valores em cada uma das duas frequências;
- obtenham informação favorável em três dos quatro relatórios;
- registem 2/3 de presenças nas aulas teórico-práticas.
A prova oral será sempre obrigatória para todos os alunos. Os relatórios são individuais. A sua classificação será realizada em três níveis: negativo, positivo e positivo com 1 valor a adicionar na média final.

Bibliografia:

Alves, F. (1996). Estudo sobre a resistência. In, Castelo, J., Barreto, H., Alves F., Santos, P.M., Carvalho, J., & Vieira, J. Metodologia do treino desportivo. pp. 323-351, Lisboa: Edições FMH-UTL.
Baechle, T.M. e Earle, R.W. (2000). Essentials of Strength Training and Conditioning. 2ª ed., NSCA, Human Kinetics.
Billat, V. (2003). Physiologie et methodologie de l’entraînement : de la théorie à la pratique. Bruxelles: De Boeck & Larcier.
Bompa, T.O. (2005). Treinando atletas de desporto colectivo (trad.). S. Paulo: Phorte Editora.
Bompa, T.O. (1999). Periodization: Theory and Methodology of Training. 4ª ed. Champaign, Human Kinetics.
Gore, C.J. (Eds.) (2000). Physiological Test for Elite Athletes. Australian Institute of Sport.
MacDougall, J.D., Wenger, H.A. and Green, H.J. (1991). Physiological Testing of the High-Performance Athlete. 2ª ed., Champaign: Human Kinetics.

Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming