Treino do Jovem Atleta

Unidade Curricular: Treino do Jovem Atleta
Ano:

Semestre:

Área Disciplinar:

-

ECTS:

Regente:

Anna Georgievna Volossovitch

Objectivos:

A disciplina visa transmitir aos estudantes os conhecimentos teóricos necessários para a organização do processo de treino no desporto infanto-juvenil.
Mais especificamente procura-se:
1. Dotar os estudantes do conhecimento sobre as particularidades etárias dos jovens praticantes em diferentes fases do desenvolvimento e a influência da maturação no desempenho motor.
2. Gerar competências de organização e condução do processo de treino baseado numa progressão adequada nos conteúdos que devem ir acompanhando a evolução dos jovens praticantes.
3. Assegurar a articulação dos conhecimentos e competências adquiridas pelos estudantes noutras áreas disciplinares com os objetivos específicos do treino no desporto infanto-juvenil.

Conteúdos Programáticos em Syllabus:

1. Objetivos do desporto infanto-juvenil. Benefícios e riscos da prática desportiva na idade pediátrica. Etapas do desenvolvimento humano. Desenvolvimento dos sistemas ósseo, muscular e cardiovascular. Desenvolvimento motor. Maturação. Efeitos de treino desportivo sobre os processos de crescimento e maturação. Importância da avaliação da idade biológica.
2. Desempenho motor e maturação. Desenvolvimento muscular na idade pediátrica. Influência da maturação no desempenho aeróbio. Influência da maturação no desempenho anaeróbio. Maturação e sucesso competitivo.
3. Conceito da prontidão desportivo-motora. Treinabilidade e maturação. Períodos sensíveis para o desenvolvimento dos diversos fatores de rendimento. Retenção das adaptações funcionais e motoras.
4. Treino das capacidades coordenativas com crianças e jovens.
5. Treino da velocidade com crianças e jovens.
6. Treino de força com crianças e jovens.
7. Treino de resistência com crianças e jovens.
8. Preparação a longo prazo no desporto infanto-juvenil. Especialização precoce e as suas consequências. Particularidades da organização da preparação desportiva a longo prazo em diversos grupos de modalidades. Modelos de preparação desportiva a longo prazo.
9. Talento desportivo. Desenvolvimento individual. Hereditariedade das aptidões e habilidades motoras. Conceito de seleção desportiva. Seleção desportiva vs deteção de talentos. “Prós” e “contras” da seleção desportiva. Princípios metodológicos da seleção desportiva a longo prazo. Etapas da seleção desportiva (objetivos, critérios e indicadores).

Avaliação:

Os estudantes poderão optar por um dos seguintes modelos de avaliação alternativos:
Avaliação contínua implica:
1) assistência do estudante, no mínimo, a 2/3 das aulas efetivamente realizadas;
2) realização de um teste escrito (nota mínima de 9,5 valores, 70% da nota final) e
3) realização de uma recensão bibliográfica de 4-5 artigos científicos centrados na temática do desporto infanto-juvenil (nota mínima de 9,5 valores, 30% da nota final).

Avaliação final. Para os estudantes que não optaram pela avaliação contínua ou que reprovaram nos diferentes momentos desta, a avaliação final é constituída por:
1) exame final escrito (com nota mínima de 9,5 valores, 70% da nota final);
2) realização de uma recensão bibliográfica de 4-5 artigos científicos centrados na temática do desporto infanto-juvenil (nota mínima de 9,5 valores, 30% da nota final).

Bibliografia:

Balyi, I., Cardinal, C., Higgs, C., Norris, S. and Way, R. (2006). Long-Term Athlete Development - Canadian Sport for Life (Resource Paper). Vancouver: Canadian Sport Centres.
Bompa, T. (2000). Total Training for Young Champions. Champaign: Human Kinetics.
Coelho e Silva, M., Figueiredo, A., Elferink-Gemser, M., Malina, R. (2009). Youth Sports. Participation, Trainability and Readiness. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra.
Faigenbaum, A. and Westcott, W. (2009). Youth Strength Training for Health, Fitness and Sport. Champaign, IL: Human Kinetics.
Filin, V. (1996). Desporto Juvenil: teoria e metodologia. Londrina: CID.
Hebestreit, H. & Bar-Or, O. (Eds.) (2008). The Young Athlete. Encyclopaedia of Sports Medicine, vol XIII. Oxford: Blackwell Publishing.
Lopes, V., Maia, J., Mota, J. (2000). Aptidões e habilidades motoras. Uma visão desenvolvimentista. Lisboa: Livros Horizonte.
Rowland, T. (2004). Children's exercise physiology. Champaign: Human Kinetics.
Sobral, F. (1988). O adolescente atleta. Lisboa: Horizonte.
Sobral, F. (1994). Desporto infanto-juvenil. Prontidão e talento. Lisboa: Horizonte.
Stafford, I. (2005). Coaching for long-term athlete development: To improve participation and performance in sport. Leeds: Sports Coach UK.
Wilmore, J., Costill, D., Kenney, W. (2008). Physiology of sport and exercise. Champaign: Human Kinetics.

Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming