Treino da Técnica e da Tática Desportivas

Unidade Curricular: Treino da Técnica e da Tática Desportivas
Ano:

1

Semestre:

1º Semestre

Área Disciplinar:

Psicologia e Comportamento Motor, Parte Currcicular

ECTS:

6.0

Regente:

César José Duarte Peixoto

Objectivos:

Dominar os fundamentos teóricos e metodológicos do treino da tática nos jogos desportivos em que este fator do treino se assuma predominante. Conceber o treino num quadro de articulação entre o treino dos diversos fatores e a prioridade que a técnica e a tática assumem no contexto das atividades em que elas são determinantes do rendimento. Conhecer as linhas de investigação, meios e métodos preferencialmente utilizados no estudo das dimensões da Técnica e da Tática nos jogos desportivos.
Pretende-se que no final da disciplina os alunos dominem:
1. Os requisitos teórico-metodológicos do treino da técnica e sua influência no desempenho competitivo.
2. Os requisitos teórico-metodológicos do treino da tática nos jogos desportivos e/ou nas modalidades desportivas em que este fator se assuma predominante.
3. A articulação entre o treino dos diversos fatores do treino e a prioridade que a técnica e tática assumem no contexto dos jogos desportivos.
4. O planeamento e a avaliação do treino técnico e tático na macro e na microestrutura do treino.

Conteúdos Programáticos em Syllabus:

» Desportos Individuais e Coletivos
1. Técnica – Rendimento: As fases do movimento
2. Técnica – Compreensão e Explicação
3. Métodos e Meios de desenvolvimento
4. Particularidades da técnica
5. Técnica versus flexibilidade
6. Técnica versus coordenação
7. Técnica versus velocidade
8. A complexidade do comportamento desportivo
9. Modelos explicativos do comportamento (Técnico e Tático)

» Opção Desportos Coletivos
1. Conceitos de Tática e Estratégia. Conceitos e amplitude de análise e sistematização.
2. Combinação tática, esquema tático, circulação tática, sistema de jogo, conceção de jogo, estilo de jogo, modelo de jogo
3. Os fundamentos teóricos do ato tático
4. A metodologia do treino da tática
5. A análise do jogo e a preparação tática
6. A avaliação do fator técnico-tático nos jogos desportivos
7. O Treino da técnica nos jogos desportivos

» Opção Desportos Individuais
1. Técnica desportiva e modelos de otimização tendo em vista o resultado competitivo
2. Meios e métodos de treino da técnica desportiva
3. Técnica versus complexidade e componentes físicas
4. Processos de avaliação qualitativa
5. Processos de avaliação quantitativa
6. Periodização do treino da técnica desportiva
7. Particularidades da Técnica em diferentes desportos

Avaliação:

» Desportos Coletivos
Avaliação contínua:
* Os estudantes devem assistir no mínimo a 2/3 das aulas efetivamente realizadas.
* Realização de um teste escrito e trabalho prático (cada um com nota mínima de 10 valores).
* Definição do Trabalho Prático – entrega de trabalho documental e apresentação aos docentes da disciplina. Aplicação dos princípios do treino da tática. A apresentação prática supõe a comunicação, em sede de aula prática, da aplicação dos princípios metodológicos do treino tático ao treino da circulação tática escolhida. A apresentação do trabalho não deverá esquecer:
1 – Pré-requisitos para introdução da circulação tática selecionada e que será alvo de intervenção.
2 – Elaboração da sequência metodológica de 3-5 situações/exercícios de treino (tarefas) orientadas para a aprendizagem, aperfeiçoamento ou automatização da circulação tática escolhida – 20 minutos.
3 – Modificação/ajustamento das tarefas, em função da qualidade do desempenho dos praticantes, observada durante a execução dos exercícios propostos.

* Nota final – 40% Teste + 60% Trabalho prático

Avaliação em exame:
Comporta um teste escrito (com nota mínima de 10 valores) e uma prova oral (com nota mínima de 10 valores).

» Desportos Individuais
Avaliação contínua:
* Os estudantes devem assistir no mínimo a 2/3 das aulas realizadas.
* Realização de um teste escrito (com nota mínima de 10 valores).
* Trabalho Prático – Aplicação dos princípios do treino da técnica (4 trabalhos desenvolvidos), em função da matéria e das atividades desportivas individuais.

* Nota Final – Teste  40% + 60% Trabalho prático

Avaliação em exame:
Comporta um teste escrito (com nota mínima de 10 valores) e uma prova oral (com nota mínima de 10 valores).

Bibliografia:

Programa Global
• Araújo, D., Hristovski, R., Seifert, L., Carvalho, J., & Davids, K. (2017). Ecological cognition: Expert decision-making behaviour in sport. International Review of Sport and Exercise Psychology. 1-25. DOI: 10.1080/1750984X.2017.1349826
• Araújo, D. (2014). La toma de decisiones en el deporte bajo la perspectiva del sistema individuo-entorno. In Fernando del Villar Álvarez y Luis Garcia González (Eds.). El entrenamiento táctico y decisional en el deporte (pp 43-58). Editorial Sintesis. ISBN: 9788499588643
• Travassos, B., Duarte, R. & Araújo, D. (2014). Métodos e instrumentos para evaluar el comportamiento táctico-decisional desde la dinámica ecológica. In Fernando del Villar Álvarez y Luis Garcia González (Eds.). El entrenamiento táctico y decisional en el deporte (pp 111-128). Editorial Sintesis. ISBN: 9788499588643
• Carvalho, J., Correia, V., & Araújo, D. (2014). Entrenamiento basado en la manipulación de los constreñimientos en deportes individuales. In Fernando del Villar Álvarez y Luis Garcia González (Eds.). El entrenamiento táctico y decisional en el deporte (pp 210-223). Editorial Sintesis. ISBN: 9788499588643
• Correia, V., Carvalho, J., & Araújo, D. (2014). La manipulación de los constreñimientos en los deportes colectivos. In Fernando del Villar Álvarez y Luis Garcia González (Eds.). El entrenamiento táctico y decisional en el deporte (pp 195-209). Editorial Sintesis. ISBN: 9788499588643

Programa Desportos Coletivos
• Araújo, D. (Ed.) (2005). O contexto da decisão. A ação tática no desporto. Lisboa: Visão e Contextos.
• Richard, J.; Griffin, L. (2005). Teaching and learning team sports and games. Abingdon: Routledge Falmer, Taylor & Francis Group.
• Gréhainge, J.; Richard, J.; Griffin, L. (2005). Teaching and learning team sports and games. Abingdon: Routledge Falmer, Taylor & Francis Group.
• Hughes, M.; Franks, I. (2004). Notational analysis of sport. Systems for better coaching and performance in sport (2nd edition). New York, Routledge. Taylor & Francis Group.
• Hughes, M.; Franks, I. (2008). The essentials of performance analysis. An introduction. New York, Routledge. Taylor & Francis Group.
• Bayer, C. (1994). O ensino dos jogos desportivos coletivos. Lisboa: Dinalivro.
• Bompa, T. (2005). Treinando atletas de alto nível. São Paulo: Phortes Editores.

Programa Desportos Individuais
• Burton, A. & Miller, E. (1998). Movement skill assessment. Champaign: Human Kinetics Books.
• Hotz, A. & Weineck, J. (1983). Métodos da instrução técnica. In J. Weineck (1989), Manual de treinamento esportivo (pp. 204-205). (trad.). São Paulo: Editora Manole Ltda.
• Martin, D., Carl, K., & Lehnertz, K. (2001). Manual de metodología del entrenamiento deportivo. Barcelona: Editorial Paidotribo.
• Magill, R. (1998). Motor learning: concepts and applications. McGraw-Hill.
• Moreira, M. (2007). Matriz de análise das tarefas desportivas. Sistema de classificação estrutural. Modelo Taxinómico do surf. Tese de Doutoramento, não publicada, FMH-UTL.
• Neumaier, A. (2002). Enfoque científico del entrenamiento de la técnica. In J. Nitsch, A. Neumaier, H. Marées, J. Mester, (Eds.), Entrenamiento de la técnica. Contribuciones para un enfoque interdisciplinario (pp. 193-243). (R. Polledo, trad.). Barcelona: Editorial Paidotribo.
• Zhelyazkov, T. (2001). Bases del entrenamiento deportivo. (M. Marinkova, trad.). Barcelona: Editorial Paidotribo.

Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming