Corporeidade e Terapias Expressivas

Unidade Curricular: Corporeidade e Terapias Expressivas
Ano:

3

Semestre:

2º Semestre

Área Disciplinar:

Pedagogia e Met. de Intervenção nas Act. Motoras

ECTS:

5.0

Regente:

Ana Paula Lebre dos Santos Branco Melo

Objectivos:

A disciplina de Corporeidade e Terapias Expressivas tem por objetivo proporcionar aos estudantes um conjunto de conhecimentos e vivências que lhes permitam delinear programas de reabilitação psicomotora envolvendo técnicas com origem e influência das terapias expressivas de mediação corporal, avaliando o potencial e âmbito da sua aplicabilidade na intervenção psicomotora. Pretende-se que os estudantes adquiram, assim, competências de intervenção na confluência do conhecimento oriundo das diferentes correntes de terapias expressivas, nomeadamente da musicoterapia, dançaterapia, dramaterapia, psicodrama e sociodrama, ludoterapia, arteterapia.

Conteúdos Programáticos em Syllabus:

1. Aspetos históricos, organizacionais, conceptuais e de intervenção das terapias expressivas
História, Teoria e Prática da musicoterapia
História, Teoria e Prática da dançaterapia
História, Teoria e Prática da dramaterapia
História, Teoria e Prática do psicodrama e sociodrama
História, Teoria e Prática da ludoterapia
História, Teoria e Prática da da arteterapia
Referência a outras terapias expressivas como a Bio-Energética, a Biossíntese
2. Aspetos teórico práticos das terapias expressivas e sua relação com a intervenção psicomotora
A intervenção em psicomotricidade tendo como suporte técnicas de mediação corporal oriundas das diversas abordagens das terapias expressivas abordadas: musicoterapia, dançaterapia, dramaterapia, psicodrama e sociodrama, ludoterapia, arteterapia
3. A função terapêutica/reeducativa das expressões artísticas
4. Apresentação e discussão de casos/modelos de intervenção

Avaliação:

A avaliação contínua será realizada mediante:
1 – Portfólio individual: trabalho escrito que inclui o desenvolvimento temático (15 pág) e reflexão sobre vivência subordinada a uma das temáticas (30%)
2 – Trabalho de grupo que inclui: Trabalho de desenvolvimento temático (40%), Apresentação oral de tema da disciplina (15%), Planificação e dinamização de atividades (15%)

Bibliografia:

Abreu, P. d. (2002). O modelo do psicodrama Moreniano. Coimbra: Quarteto APMT (Ed.). (1998). Textos de Musicoterapia I. Lisboa: Associação Portuguesa de Musicoterapia.
Axline, V. M. (1972). Ludoterapia: a dinâmica interior da infância. Belo Horizonte: Interlivros.
Catanach, A. (2003). Introduction to play therapy. New York: Routledge.
Jennings, S. (1995). The handbook of dramatherapy. New York: Routledge.
Jennings, S. (Ed.). (1996). Dramatherapy:theory and practice (Vol. 2 vols). London: Routledge.
Lima, L. (2003). Para aprender no ato. Summus: São Paulo.
Lowen, A. (1975). Bioenergética, São Paulo: Ed Summus.
Malchiody, C. (1998). The art therapy source book. Los Angeles: Lowel House.
Moreno, J. L. (2002). Psicodrama (8ª Edição ed.). São Paulo: Cultrix.
Nordoff, P. (1975). Music Therapy in special education. London: Macdonald&Evans.
Payne, H. (1992). Dance movement therapy. New York: Tavistock-Routledge.
Payne, H. (1995). Creative movement and dance in groupwork. Oxon: Winslow.

Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming