Integração Social e Reabilitação

Unidade Curricular: Integração Social e Reabilitação
Ano:

2

Semestre:

1º Semestre

Área Disciplinar:

Soc., Est. Cult. e Ges. das Act. Físicas e do Des.

ECTS:

7.0

Regente:

Ana Cristina Guerreiro Espadinha

Objectivos:

Os estudantes serão capazes de:
(a) Desenvolver a capacidade de análise e de interpretação do processo de inclusão/integração social, das suas condicionantes e tendências de evolução, das populações em risco ou em situação de exclusão no que respeita às pessoas com deficiência;
(b) Identificar fatores caracterizadores dos principais modelos de estudo da diferença/diversidade humana;
(c) Identificar atitudes e fatores facilitadores da autonomia, da cidadania e da autodeterminação das pessoas em situação de exclusão no que respeita às pessoas com deficiência;
(d) Identificar atitudes discriminatórias e outros fatores de exclusão e limitadores da igualdade da sua participação social.

Conteúdos Programáticos em Syllabus:

Para alcançarem os objetivos de aprendizagem serão ministrados os seguintes conteúdos:
(a) Evolução do conceito de igualdade de oportunidades, e os principais normativos internacionais produzidos por entidades como a Organização das Nações Unidas;
(b) Perspetiva histórica e aplicação na prática do psicomotricista entre os diferentes modelos de análise da deficiência, incluindo a Classificação Internacional da Funcionalidade da Organização Mundial de Saúde;
(c) Evolução do atendimento no contexto educativo das necessidades educativas especiais: Educação Especial e Educação Inclusiva;
(d) Fatores facilitadores e barreiras à participação social, como as atitudes e a acessibilidade, o empowerment e autorrepresentação;
(e) Políticas nacionais de reabilitação em diferentes âmbitos, nomeadamente, ação social, saúde mental, envelhecimento, acessibilidade, trabalho e formação profissional.

Avaliação:

A UC, semestral com 7 ECTS, está organizada em aulas teóricas (2 ECTS), teórico-práticas (4 ECTS) e trabalho de campo (1 ECTS). A partir dos conteúdos expostos nas aulas teóricas serão fornecidos “textos” e “fichas” de trabalho aos estudantes, os quais constituirão a base das dinamizações temáticas das aulas teórico-práticas. Visitas de estudo a Instituições de tipo diverso, tais como serviços hospitalares, núcleos de ensino especial, etc., constituem o trabalho de campo desta UC.
Pretende-se, assim, um permanente confronto entre modelos teóricos e análise prática efetuada através das visitas realizadas e documentos que relatam o trabalho que se vem desenvolvendo nas instituições em Portugal.
Tal modelo implica uma elevada assiduidade e participação dos estudantes e a constituição, nas aulas teórico-práticas e práticas, de pequenos grupos de trabalho.

Avaliação:
Teste 40%; Trabalho escrito 40%; relatório visitas 20%

Bibliografia:

Moniz Pereira, L., Simões, C. e Espadinha, C. (2005). Atitudes face à diferença. Cruz Quebrada: Edições FMH.
Moniz Pereira, L., Simões, C. e Espadinha, C. (2011). Temas de Integração Social e Reabilitação. Cruz Quebrada: Edições FMH.
Organização das Nações Unidas (1993). Normas sobre Igualdade de Oportunidades para Pessoas com Deficiência. Lisboa: SNR.
Organização das Nações Unidas (1983). Programa Mundial de Acção relativo às Pessoas Deficientes. Lisboa: SNR.
Organização Mundial de Saúde (2001). CIF: Classificação Internacional da funcionalidade, incapacidade e saúde. (Tradução de Amélia Leitão da Direcção-Geral de Saúde, 2004).
Artigos da Revista Disability and Society.

Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming