Master in Exercise and Health

Official duration

Years: 2      Semesters: 4      ECTS Credits: 120

Objectives

The curriculum contains biological and behavioral mandatory and elective course units and course units that make an in-depth analysis of the specific contextualization of skills and knowledge. There are still course units more devoted to analytical and scientific preparation. This set of course units provides advanced training for descriptive and mechanistic critical analysis of the plausible relations between exercise and health, and also with advanced training in order to influence the behaviors associated with exercise and nutrition. Special emphasis is assigned to diagnostic and prescription procedures in context. Practical, experiential and laboratory teaching is also provided. As already recognized in the most recent A3ES (Agency for Assessment and Accreditation of Higher Education) assessment of the Master in Exercise and Health, the Study Plan is compatible with the training of the Exercise Physiologist. The training provided leads to a distinct academic degree aiming to deepen diagnosis and prescription skills and knowledge in subclinical and clinical multidisciplinary conditions.

  • To gain knowledge and skills in the assessment, counseling and exercise prescription;
  • To develop the integration of knowledge in the fields of physiology, nutrition, behavioral change, and body composition, viewing professional intervention in subclinical and clinical multidisciplinary contexts.
Coordination

Coordinator
Luís Fernando Cordeiro Bettencourt Sardinha, Full Professor

Adjunct Coordinator
Maria Helena Santa Clara Pombo Rodrigues, Ph.D.

Estrutura Curricular

The course is organized in two branches:

  • Professional Skills Deepening Branch
  • Research Branch

The predominant scientific area of the course is Exercise and Health, and the course is organized in the following scientific areas:

  • Biology of Physical Activities (BAF) - 90 ECTS
  • Applied Mathematics and Statistics (MAE) - 6 ECTS
  • Other (*) - 24 ECTS (elective)

(*) The elective course units are chosen from a list of Course Units taught in the FMH 2nd cycle courses. This list is defined every year by the FMH Scientific Board, under the proposal of the Master Coordination, and is released in the beginning of the academic year.

Study Plan

Please click HERE.

  • Contents | Overview

1st Semester

Clinical Physiology of Exercise, José Gomes Pereira

Fisiologia do Exercício - Conceito. Perspetiva histórica. Conceito de adaptação fisiológica. Anatomia, histologia, fisiologia, e fisiopatologia do sistema respiratório, cardiovascular e neuromuscular. Resposta cardiovascular ao exercício: resposta aguda ao exercício aeróbio, adaptações ao treino aeróbio, resposta aguda aos exercícios de força, adaptações ao treino da força. Contraindicações, restrições gerais e específicas de âmbito cardiovascular para a prática de exercício. Critérios de elegibilidade. Função metabólica e fisiopatologia relacionada com a função metabólica: diabetes, dislipidemia, síndrome metabólica, obesidade. Atividade física e condições ambientais: calor, frio, humidade, hipoxia, hiperbaria, microgravidade e acamamento. Os sistemas biológicos e a resposta integrada ao exercício. Sistema nervoso, musculosquelético, cardiorrespiratório, renal, endócrino, metabólico e imunitário.

Nutrition, Exercise, and HealthPedro Jorge Amaral Melo Teixeira (optativa)

Princípios nutricionais e alimentares de suporte à prática de exercício físico em contextos de promoção da saúde e bem-estar; Nutrição, alimentação e alterações no peso e na composição corporal. Padrões alimentares e características nutricionais associadas à prevenção e tratamento do excesso de peso; A suplementação ergogénica para o aumento da massa muscular. A suplementação não sujeita a receita médica visando o emagrecimento; O estado de hidratação e o respetivo impacto no exercício físico e na saúde; Aspetos nutricionais relevantes em pessoas fisicamente ativas mas com co-morbilidades ou doença crónica (doença coronária, diabetes do tipo II, osteoporose, hipertensão, dislipidemia, cancro); O exercício físico e a regulação do comportamento alimentar. Efeitos do exercício no apetite e saciedade e na autorregulação alimentar; Distúrbios alimentares em praticantes de exercício em contextos de promoção da saúde e bem-estar. Fatores de risco e sinais de alerta.

Behavioral Change in HealthPedro Jorge Amaral Melo Teixeira (optativa)

Teorias e modelos de autorregulação e motivação para o exercício físico e outros comportamentos de saúde. Antecedentes e consequências da autorregulação e motivação; Processos autorregulatórios afetivos, cognitivos, motivacionais e sociais. Processos conscientes e automáticos. Avaliação da prontidão e motivação para a mudança comportamental; Fases e processos de mudança comportamental. A integração e a manutenção de novos padrões de comportamento. A auto motivação e autorregulação autónoma; Modelos, métodos e práticas de intervenção para auxiliar na modificação comportamental em exercício, alimentação e saúde. A Entrevista Motivacional e o Coaching em saúde; A Medicina do Estilo de Vida. Situação atual e definições, evidência de efetividade, competências e enquadramento profissional. Papel do especialista em exercício e saúde.

Exercise, Aging, and Health, Maria de Fátima Marcelina Baptista

Conhecer a demografia do envelhecimento e as tendências evolutivas; conhecer os custos das doenças crónicas e das incapacidades nos adultos idosos. Conhecer os mecanismos explicativos do envelhecimento celular, descrever as alterações dos sistemas sensorial, cognitivo e motor relacionadas com o envelhecimento e as potenciais adaptações crónicas destes sistemas ao exercício. Conceber e implementar uma avaliação inicial de acordo com: a) o nível de funcionamento físico das pessoas idosas: atletas, suficientemente ativas, independentes, fragilizadas e dependentes; b) o tipo de teste: laboratório, terreno, desempenho e questionário; c) os parâmetros a avaliar: aptidão física, equilíbrio e mobilidade. Prescrever exercício físico de acordo com a avaliação inicial, o enquadramento e objetivos do programa; conhecer as barreiras e conceber soluções para aumentar a prática de atividade física das pessoas idosas.

Cardiac Rehabilitation, Maria Helena Santa Clara Pombo Rodrigues

O processo de reabilitação cardíaca: metas, objetivos, candidatos e fases. As componentes fundamentais de um programa de reabilitação cardíaca. Panorama da reabilitação cardíaca em Portugal. Estratificação de risco: Determinação do risco clínico para a prática de exercício físico e perfil de fatores de risco cardiovascular. Interpretação dos resultados da avaliação cardiovascular e de aptidão física de doentes cardíacos. Programas de reabilitação cardíaca (fase internamento e ambulatório), contextos de aplicação do programa clínico vs. comunitário vs. domiciliário. A qualidade de vida de doentes cardíacos. Perfil de atividade física de pessoas com doença cardiovascular. Respostas agudas e adaptações crónicas do exercício físico em pessoas com doença cardíaca. A prescrição do exercício para doentes cardíacos, nomeadamente doença das artérias coronárias, insuficiência cardíaca e pós-transplante cardíaco. Metodologia de treino consoante os objetivos e patologia cardíaca. A reabilitação cardíaca para doentes idosos, do género feminino, crianças e adolescentes com cardiopatia congénita e doentes com elevado risco clínico.

Exercise and Physical Activity Epidemiology, Analiza Mónica Lopes de Almeida Silva (optativa)

Modelos e critérios de avaliação de causalidade. Definição, cálculo, interpretação e aplicação de medidas epidemiológicas de frequência e associação. Descrição e interpretação de resultados resultantes de conceções transversais, coorte e caso-controlo. Avaliar criticamente e saber aplicar as principais metodologias de avaliação da atividade física e comportamentos sedentários na população. Padrões de exercício, atividade física, comportamentos sedentários e respetivas implicações nas recomendações para a população. Interpretação crítica sobre a evidência epidemiológica que relaciona o exercício, a atividade física e o comportamento sedentário com a saúde. Identificação dos principais preditores do exercício, da atividade física e do comportamento sedentário na população. Características das melhores intervenções populacionais e comunitárias para a promoção da atividade física e redução dos comportamentos sedentários.

2.º Semestre

Scientific Research Methodology, Duarte Fernando da Rosa Belo Patronilho de Araújo

a) Introdução - Investigação na ciência do movimento humano. O que é ciência e investigação científica? Aspetos éticos da investigação científica.
b) Preparar a investigação (o que se sabe sobre o assunto e o que falta saber) - Escolher um tema/problema a investigar, questões e objetivos de investigação e estratégias para responder a essas questões (focar o problema, identificar variáveis, definir operacionalmente variáveis, especificar o problema, hipóteses). Usar teorias (modelos e hipóteses), revisão de literatura.
c) Como se vai estudar - Escolher uma metodologia (tipos de investigação, métodos, planificação, conceção e procedimentos). Natureza da investigação: variáveis e a sua medição, validade, fidelidade e sensibilidade. Representatividade da investigação: Amostragem e circunstâncias (contexto e tarefa a investigar). Recolher dados (tipos de dados, seleção dos dados, tipos de recolha).
d) O que se obtém - Descrever, apresentar e explorar os dados (significância dos dados). Interpretar e discutir os dados (Generalização, explicação, predição).
e) Comunicar o processo de investigação - Escrever um projeto de investigação. Publicar os trabalhos em revistas científicas.

Statistical AnalysisAna Isabel Andrade Dinis Carita

Modelos de regressão. Análise de variância e covariância. Estatística multivariada
Séries temporais. Laboratório de estatística – análise de dados.

Exercise and Chronic Deseases, José Henrique Fuentes Gomes Pereira

Conceito de doença, saúde e condição física. Patologia cardiovascular. Doença isquémica do miocárdio. Outras patologias cardiovasculares: hipertensão; insuficiência cardíaca; doença valvular; doença arterial periférica. Patologia do aparelho respiratório. Doença pulmonar obstrutiva crónica. Doença pulmonar restritiva crónica. Asma. Patologias metabólicas: dislipidemias; obesidade; diabetes; síndrome metabólico. Patologia músculo-osteo-articular. Osteoporose. Artrite e Artrose. Sarcopenia. Fibromialgia.

Women and Exercise, Maria de Fátima Marcelina Baptista

a) Saúde da Mulher ao Longo do Ciclo Biológico - Descrever e compreender o funcionamento do sistema reprodutivo feminino e modificações ao longo do ciclo da vida. Conhecer e compreender os principais objetivos dos programas de exercício/atividade física para as raparigas na adolescência e identificar as principais barreiras para a sua prática. Conhecer e compreender os principais objetivos e estratégias dos programas de exercício para as mulheres durante e após a menopausa.
b) Programas de Exercício para a Gravidez e Pós-parto - Conhecer as principais alterações anátomo-fisiológicas e aplicar as progressões do treino cardiorrespiratório e muscular para as limitações fisiológicas e morfo-funcionais específicas da gravidez e do pós-parto. Conhecer as vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de aulas (de grupo ou individual) e espaços físicos (estúdio, água) e compreender a importância do exercício durante a gravidez na prevenção de doenças crónicas.

Functional Body Composition and Energy Regulation, Luís Bettencourt Sardinha

Composição corporal humana e respetiva organização conceptual e metodológica. Modelos de composição corporal e apresentação dos principais constituintes moleculares, celulares, tecidulares e corpo inteiro. Utilização de técnicas de determinação da composição corporal em ambiente laboratorial e em ambiente de terreno, incluindo os princípios teóricos, validade e precisão de medição. Composição corporal funcional e as influências biológicas, incluindo a análise da validade de vários métodos e técnicas na estimação das alterações da composição corporal. Utilização e aplicação de valores de referência e valores normativos dos diferentes compartimentos. Efeitos de diferentes doseamentos do exercício na composição corporal. Modelos dinâmicos de alteração da composição corporal e respetiva aplicação em modelos de regulação do balanço energético. Composição corporal e impacto na regulação energética e na saúde: a magreza excessiva, a obesidade e a sarcopenia. Inter-relações entre a composição corporal e o sistema endócrino.

  • ELECTIVE Course units:
MasterCourse unitECTSScientific AreasVacancies
Exercise and Health Exercise and Physical Activity Epidemiology 6 BAF 35
Exercise and Health Behavioral Change in Health 3 PCM 35
Exercise and Health Nutrition, Exercise, and Health 3 BAF 35
Physiotherapy Sciences Assessment of the Neuromuscular System 3 BAF s/limitação
Child Development Growth and Maturation 6 BAF 5
Child Development Development of Motor Patterns 6 PCM 5
Child Development Perceptual and Motor Development 3 PCM 5
Elite Training Neuromuscular Function 6 BAF 10
Sports Coaching Training and Assessment of Physical Qualities 6 BAF 10
Quantitative limitations for each branch
  • Numerus clausus: 35
  • Minimum number of student enrolled required to enable the course opening: 15
  • Number of special vacancies: 5
  • Number of vacancies allocated for applicants graduated in the special period of examinations to complete the undergraduate course: 4
  • Number of vacancies allocated for the attendance of isolated course units: 5 in any course unit, except for Internship and Dissertation.

Selection and Accreditation Jury: Luís Bettencourt Sardinha, Full Professor (President), Helena Santa-Clara, Ph.D., and Pedro Teixeira, Full Professor (members).

Specific admission requirements | Ranking Criteria
  • Holders of a Degree or legal equivalent in the area of Sport Sciences (Exercise and Health, Physical Education and School Sport, Sport), or a similar one, and holders of a Degree in Dance or in Psychomotor Rehabilitation.
  • Holders of a foreign academic Degree, awarded after the completion of a 1st cycle of studies organized according to the Bologna Process, by a State adhering to this process, in the area of Sport Sciences or similar.
  • Holders of a foreign academic Degree recognized by the FMH Scientific Board for meeting the objectives of an undergraduate degree.

 

Tuition Fee

Total amount: 3.200,00€ (2.240,00€ in the 1st year + 960,00€ in the 2nd year)

Regulations

Course Schedule
  • Mornings or afternoons
Legisltion

Erasmus Incoming